Teixeira970
ACM Neto condiciona Carnaval em Salvador à vacina contra covid-19 até novembro

Poder 360

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), afirmou nesta 2ª feira (13.jul.2020) que a festa do Carnaval na capital baiana não deve ser realizada em 2021 caso não haja até novembro 1 plano de imunização contra a covid-19.

“Se não houver uma vacina ou se não houver uma clareza em relação à imunidade coletiva até o mês de novembro, então pode ser que a prefeitura não tenha elementos de segurança para manter o carnaval”, declarou o mandatário.

Neto endossou a possibilidade de empurrar a festividade que antecede a Quaresma para maio ou junho. Mas sem conflitar com o calendário junino.

“A gente sabe que os festejos juninos do Nordeste são fortes e também não acho que seja justo planejar o carnaval de forma a prejudicar o São João, que já não aconteceu neste ano”, acrescentou o demista.

A possibilidade de adiamento da festa tradicional já havia sido aventada pelo prefeito em entrevista ao programa Poder em Foco, produzido em parceria entre Poder360 e SBT. ACM Neto ressaltou que o Carnaval reúne cerca de 3 milhões de pessoas pelas ruas de Salvador.

“As pessoas se abraçando, se beijando, é muito contato físico. Aliás, essa é uma característica de Salvador e dos baianos: o contato físico. Eu tenho alertado a população que, infelizmente, neste momento, não é possível ter perspectivas otimistas”, lamentou.

A Bahia é o 5º Estado no ranking de casos confirmados de covid-19 no Brasil. Até a última atualização do Ministério da Saúde, divulgada no domingo (12.jul), havia 105.763 registros da doença na unidade federativa –24.831 contabilizados na capital, Salvador.

Log in or Sign up