eunapolis970
Ação da Prefeitura de Alcobaça atende 150 pessoas no mutirão do Glaucoma

Por Athylla Borborema

A Prefeitura de Alcobaça, através da Secretaria Municipal de Saúde, finalizou nesta terça-feira, 08 de junho, um mutirão de atendimento para 150 pacientes de glaucoma assistidos pelo município. Para que a ação comunitária ocorresse foi montada uma grande estrutura para acolher os pacientes, respeitando os protocolos de segurança contra a Covid-19.

A ação denominada de “Alcobaça de Olho no Glaucoma”, foi acompanhada pelo prefeito Givaldo Muniz, o “Zico de Baiato” (PROS), pela primeira dama Euricieni Rocha Ramos, “Euri”, pelo secretário Municipal de Saúde Alexandre Talher Lima, pelos vereadores do município e reuniu toda equipe técnica da saúde pública de Alcobaça.

Durante o mutirão, os pacientes em acompanhamento foram avaliados e passaram por consultas médicas. Após a verificação da pressão intraocular, os pacientes que já tinham o diagnóstico de glaucoma receberam gratuitamente o colírio adequado para a continuidade de seus tratamentos.

Conforme o prefeito Zico de Baiato, o objetivo do mutirão foi identificar o maior número possível de pessoas com sintomas da doença, garantindo o tratamento gratuito através do município de Alcobaça em parceria com o Sistema Único de Saúde (SUS), com consultas, exames, diagnósticos, colírios e, em alguns casos, cirurgia. E que no mutirão desta terça-feira (08), foram 150 pessoas atendidas.

O secretário Municipal de Saúde de Alcobaça, Alexandre Talher, explica que o glaucoma é uma doença que surge a partir do aumento da pressão intraocular, propiciando a destruição das células do nervo óptico e causando cegueira, caso o paciente não seja tratado corretamente. Segundo ele, entre os sintomas mais frequentes da doença estão as escotomas (manchas escuras) no campo visual periférico. Apesar de ainda não ter cura, existem diversas formas de controle da doença.

“O Mutirão do Glaucoma realizado em Alcobaça contribuiu para a saúde dos olhos de muita gente, porque muitos receberam diagnósticos que desconheciam e, a nossa finalidade é proteger estas pessoas, pois, o quanto mais precoce for o diagnóstico, maiores são as probabilidades de evitar a perda da visão do paciente. É uma política importante, que terá prioridade na gestão do prefeito Zico”, disse o secretário.

De acordo com Silene Almeida, coordenadora da Central Municipal de Regulação de Alcobaça, o evento também chamou a atenção para a importância do diagnóstico precoce, o que facilita o combate à doença, que tem maior incidência em pessoas com idade a partir dos 40 anos, principalmente após os 70. Parentes de primeiro grau têm dez vezes mais chances de desenvolvê-la, conforme revelam os estudos científicos.

“O acesso ao diagnóstico ajuda as pessoas a não perderem a sua visão. Sabemos que a consulta com o oftalmologista, os exames e os colírios para o tratamento do glaucoma têm custo elevado para população menos favorecida. Com o nosso trabalho na Secretaria de Saúde, graças ao apoio e às diretrizes determinadas pelo nosso prefeito Zico, a assistência tem chegado de fato aos que mais precisam de tratamento”, salientou a coordenadora da Regulação, Silene Almeida.

Log in or Sign up