ACM Neto contraria governo federal e diz que quer manter semana do clima em Salvador

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), resolveu apimentar o acarajé do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles (Novo-SP). Depois de Salles dizer que a realização de uma reunião internacional sobre mudanças climáticas na cidade só serviria para “a turma fazer turismo e comer acarajé”, Neto afirmou que pretende manter o evento na capital baiana.

ACM Neto, que está no Reino Unido, telefonou nesta terça-feira (14) ao secretário municipal de Cidade Sustentável e Inovação, André Fraga, determinando que este consultasse a Convenção do Clima da ONU (UNFCCC) sobre a possibilidade de Salvador sediar a Climate Week Latin America, em agosto, mesmo com oposição do governo federal.

Em resposta, Luca Brusa, integrante da equipe encarregada da Climate Week na sede da UNFCCC, em Bonn (Alemanha), disse que consultaria a secretária-executiva Patricia Espinosa nesta quarta-feira (15). “O prefeito disse que quer o evento aqui e dará as condições políticas para isso”, disse Fraga ao OC.

Não há precedente na história da convenção de um governo subnacional sediar um evento oficial da UNFCCC sem a concordância do governo federal.

Neto, porém, tem um trunfo político – ou melhor, três: é presidente do Democratas, partido que tem as presidências da Câmara e do Senado e em cujas mãos está a reforma da Previdência, pedra angular do governo de Jair Bolsonaro. Tem também uma dose de irritação por Salles ter comunicado à ONU que retiraria a oferta do Brasil para sediar a Climate Week sem consultá-lo, como manda a etiqueta política.

A notícia do cancelamento circulou na segunda-feira (13), na forma de um comunicado da equipe responsável pela Climate Week na UNFCCC. Segundo o OC apurou, a decisão de Salles se deu por temor de que ambientalistas usassem o encontro para protestar contra sua gestão à frente do Ministério do Meio Ambiente. Na semana passada, o ministro foi acusado por oito dos nove ex-ministros vivos da pasta de promover um “desmonte” da governança ambiental brasileira. (Por Ronildo Brito)

Log in or Sign up