vicosa
A emocionante história de Stefany Krebs e a atacante do Santos Cristiane

A jovem natural de Erechim no Rio Grande do Sul, “Tefy”, como é conhecida pelas suas companheiras, chegou para reforçar a equipe de futebol feminino do Palmeiras no início deste ano. Mas, para alcançar esse feito, a futebolista precisou de muita coragem e atitude, já que possui uma característica que a diferencia das suas colegas de equipe, Stefany Krebs é surda e muda.

“Quando cheguei, no começo do ano, foi tudo novo para mim. Precisei me adaptar, e não só na questão da comunicação. Também precisei me adaptar às meninas, pois todas são de alto nível e experientes no campo, então fui aprendendo, prestando atenção em tudo que a comissão técnica e as atletas fazem nos treinos e sempre tive muita paciência para aprender e evoluir em cada dia”, falou Stephany.

Início de sua jornada

A jogadora durante a infância sempre jogou com ouvintes, e inicialmente preferia o futebol de campo, mas posteriormente mudou para o futsal. Com 17 anos, participou do Mundial de Futsal de Surdos, que foi disputado na Tailândia, sendo considerada a melhor futebolista do torneio. A partir de então, sua vida começou a tomar novos caminhos. “Fui convocada pela primeira vez à Seleção Brasileira de Futebol Feminino de Surdas e viajava mensalmente para Jundiaí (SP) para treinos no campo. Em 2017 fui morar em Pelotas (RS) para competir pelo Gauchão Feminino e fui campeã. Aprendi bastante e jogava como meio-campista e atacante. Ficamos com o bronze nas Surdolimpíadas na primeira vez que participamos e voltei ao futsal para focar no Mundial de 2019.” explica Tefy. E da competição mundial, ela não voltou somente com o título, como também foi considerada a melhor jogadora. A conquista de grandes torneios e ótimas atuações, como foi o caso de Tefy, são requisitos para os jogadores chamarem a atenção de grandes clubes e dos entusiastas de apostas esportivas. Além disso, esses apostadores sempre buscam alternativas mais acessíveis na hora de dar o seu pitaco como o bônus de boas-vindas do LeoVegas, que é sempre uma escolha popular na hora de opinar e arriscar.

Falando sobre o mundial de 2019, é aí que entra a Cristiane, atacante do Santos e da Seleção Brasileira, e uma das maiores jogadoras do futebol feminino nacional. As garotas da Seleção Brasileira de Futsal de Surdos não contavam com um incentivo financeiro suficiente para ir até o torneio de 2019, então elas tiveram que se virar para arrecadar o dinheiro necessário. Uma das alternativas encontradas foi a realização de rifas, além de buscar o apoio de outras futebolistas que pudessem ajudá-las financeiramente. Cristiane foi a única jogadora que ajudou as atletas, que felizmente puderam ir disputar a competição. Uma curiosidade é que a Stephany desde a infância sempre jogou com a camisa 11 em homenagem a Cristiane, seu maior ídolo.

Proposta Palmeirense

A proposta para jogar no Porco veio logo após a conquista do Campeonato Mundial. Ao chegar ao clube, Tefy reencontrou um velho amigo, William Bitencourt, preparador físico com quem trabalhou por 8 anos na Seleção de Futsal de Surdos. “Ele me apoia e ajuda muito com tudo. Sempre está ao meu lado no campo para explicar jogadas, conceitos de treino. Isso me deixa ainda mais segura” destaca a futebolista.

Já a relação com as outras jogadoras vem melhorando a cada dia, e elas vão se adaptando e se entendendo aos poucos. “As meninas já aprenderam bastante sobre LIBRAS. Moro com algumas delas no apartamento e a rotina permite que elas entendam melhor a língua de sinais a cada dia que passa”, reitera Tefy. Já durante os treinos e jogos, “os ouvintes falam na boca, mas eu, nas mãos, consigo interagir de acordo com o que é pedido. Isso é muito importante” destaca a atleta.
Stefany Krebs é a primeira atleta surda a atuar no futebol feminino profissional brasileiro, e sem esconder a felicidade por trás da oportunidade dada pelo Verdão, a jogadora espera servir de exemplo para outras pessoas: “Torço muito para que não olhem as pessoas pela deficiência delas, mas sim pelo talento e pela habilidade. Nada é impossível. Acolham bem. É uma experiência que se leva por toda a vida. Não desistam de seus sonhos e lutem por aquilo que traz felicidade a si. Todos somos capazes de tudo” disse Tefy.

Log in or Sign up