Prefeitura Mucuri 970x250
 Bahia gera 2.540 novos empregos em maio e segue liderando o Nordeste

De acordo com as informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged),  sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia – SEI, a Bahia gerou 2.540 postos de trabalho com carteira assinada em maio de 2019. O resultado, divulgado nesta quinta-feira (27), é resultado da diferença entre 51.609 admissões e 49.069 desligamentos.

A Bahia exibiu registro positivo pela terceira vez seguida para o mês de maio. Na avaliação do secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, “este resultado comprova as políticas públicas acertadas do Governo do Estado, com a atração de novos empreendimentos, inclusive estrangeiros, e investimentos maciços em infraestrutura, com obras sendo realizadas por todo o território baiano, sejam elas de estradas, novas escolas, hospitais, barragens, sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário, além de habitações populares. Com isso, seguimos liderando o Nordeste na geração de trabalho com carteira assinada, mesmo com a economia nacional atravessando um momento de incertezas”.

Setorialmente, três segmentos contabilizaram saldos positivos: Agropecuária (+3.733 postos), Construção Civil (+1.118 postos) e Extrativa Mineral (+100 postos). Já no acumulado do ano, sete setores de atividade registraram saldos positivos: Construção Civil (+8.387 postos), Agropecuária (+8.196 postos), Serviços (+7.527 postos), Indústria de Transformação (+3.621 postos), Extrativa Mineral (+456 postos), Administração Pública (+409 postos) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (+226 postos).

Análise regional

Em relação ao saldo de postos de trabalho, a Bahia ocupou a primeira posição dentre os estados nordestinos e a sexta dentre os estados brasileiros. No Nordeste, outros quatro estados geraram postos com carteira assinada: Pernambuco (+1.701 postos), Piauí (+1.040 postos), Paraíba (+683 postos) e Sergipe (+131 postos). Os outros estados da região apresentaram desempenho negativo: Ceará (-1.428 postos), Alagoas (-746 postos), Rio Grande do Norte (-496 postos) e Maranhão (-106 postos). (Da redação TH)

_______________________________________________________________________________________________________________________

Log in or Sign up