O Adeus a Lecy Rodrigues Sobrinho, um pioneiro filho de Itanhém

Os habitantes de Itanhém e Medeiros Neto se despediram no final da manhã deste sábado (20/07), de um dos seus filhos mais queridos e integrante de uma das famílias mais tradicionais dos dois municípios. O corpo do produtor rural Lecy Rodrigues Sobrinho, foi velado durante toda noite e manhã deste último sábado (20), no Salão Paroquial da Igreja São João Batista, na Vila Mutum, povoado do município de Medeiros Neto, adjacente da sua propriedade rural, onde residia. E no final da manhã foi sepultado no Cemitério da Consolação, na própria comunidade da Vila Mutum.

O produtor rural Lecy Rodrigues Sobrinho desde fevereiro de 2018 lutava contra um carcinoma epidermoide, um tipo de tumor maligno que surge nas regiões do corpo mais expostas ao sol, como rosto, pescoço, e mãos. No caso dele foi no pescoço, tipo de câncer de crescimento lento quase sempre causado pelo tabagismo. Lecy se agigantou-se e lutou com toda valentia possível contra a doença que lhe abatia até o último minuto da sua vida e partiu cercado de cuidados e carinho da família e da equipe médica que lhe assistia.

Lecy Rodrigues Sobrinho faleceu aos 80 anos de idade e ao lado das suas duas filhas e da esposa no início da noite da quinta-feira do último dia 18 de julho, no Hospital de Clínicas Municipal José Alencar, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, onde fazia tratamento há 1 ano, após falência múltipla dos órgãos. O corpo foi transladado de São Paulo para o interior do município de Medeiros Neto, onde foi velado e sepultado.

Lecy Sobrinho residia no Povoado do Mutum desde jovem. A propriedade rural da família é traçada ao meio pela linha divisória do Córrego do Mutum, onde o lado norte pertence ao município de Medeiros Neto e o lado sul ao território de Itanhém. Nascido em Itanhém e filho de uma das maiores famílias daquela região, Lecy era o mais jovem dentre os irmãos homens. Depois da sua irmã Dalva, ele é o segundo a falecer dentre os 11 irmãos. O pai Otacílio Rodrigues Sobrinho faleceu ainda no início da década de 80, já sua mãe Ana Augusta dos Santos, a “Madinha Ana”, a matriarca da família, faleceu em casa aos 108 anos, no último dia 20 de fevereiro de 2019, em Itanhém.

Durante o velório de Lecy Rodrigues Sobrinho, no Salão Paroquial da Igreja São João Batista, em Vila Mutum, por lá passaram centenas e centenas de pessoas, entre amigos, conhecidos e parentes. Todos fizeram questão de lembrar a importância da figura de um homem de coração gigante, homem dócil, chefe de família exemplar, homem de grande sabedoria rural, desapegado a bens materiais, impulsionador do desenvolvimento da região e que só semeou amor aos seus semelhantes. Durante o seu sepultamento, centenas de pessoas acompanharam o cortejo e no Cemitério da Consolação, em Vila Mutum, foi sepultado sob as mais belas homenagens, onde todos puderam dá-lhe o seu último Adeus.

O pioneiro produtor rural Lecy Rodrigues Sobrinho, aos 80 anos, além de um legado de amor e de ensinamentos, deixou viúva a Dona Geralda Silva Rodrigues após 48 anos de uma feliz união e três filhos: O comerciário Maurilândio Rodrigues Sobrinho “Lande”, a servidora pública Gercilândia Rodrigues Lima “Sizinha” e a gestora de recursos humanos Fabiene Rodrigues Sobrinho “Fabinha”, além de um belo casal de netos adolescentes: Luiz Felipe e Lorena Rodrigues Lima.

A equipe do portal de notícias Teixeira Hoje, ciente da importância do homem que foi o Senhor Lecy Rodrigues Sobrinho para as regiões de Itanhém e Medeiros Neto e mesmo sabendo que o descanso é o melhor dos remédios, mas que sua ausência deixará uma falta enorme para os amigos e uma saudade gigante para a família, celebramos aqui, a imortalidade desta figura fascinante que viveu só para encantar as pessoas com seu jeito manso, dócil e acolhedor. (Da redação TN)

Log in or Sign up