eunapolis970
O Adeus ao ex-presidente do TJ/BA desembargador Mário Albiani aos 91 anos

Por Athylla Birbirema

O Poder Judiciário da Bahia (PJBA) externou o mais profundo pesar pelo falecimento do desembargador aposentado e ex-presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, desembargador Mário Augusto Albiani Alves, pai do desembargador Mário Augusto Albiani Júnior, ocorrido nesta segunda-feira, 12 de julho de 2021, aos 91 anos de idade.

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, desembargador Lourival Almeida Trindade, decretou luto oficial nos dias 12 e 13 de julho, em sinal de pesar pelo falecimento do desembargador Mário Augusto Albiani Alves.

O ex-presidente da Corte, Mário Albiani, dedicou toda sua vida à comunidade jurídica da Bahia. Ingressou na Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 1954, foi aprovado em concurso no ano de 1963. Ingressou na magistratura em 29 de fevereiro de 1964, sendo nomeado juiz substituto para a comarca de Palmeiras, na Chapada Diamantina. Em 28 de dezembro de 1979, foi promovido ao posto de Desembargador no TJ/BA. No ano de 1990 assumiu a presidência do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia. Em 20 de fevereiro de 1995, o magistrado se aposentou.

Ao longo de sua vida foi agraciado com mais de 100 títulos de cidadão honorário em municípios do estado da Bahia, era conhecido por ser um juiz pacificador e participativo. Foi presidente da Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB) por sete mandatos, fundou a Escola de Preparação e Aperfeiçoamento de Magistrados (EPAM), no ano de 1987, hoje Escola de Magistrados da Bahia (EMAB), da qual também foi diretor. Em 1991, foi governador da Bahia durante 10 dias.

O nome do saudoso desembargador Mário Augusto Albiani Alves está ligado ao sumiço misterioso do jornalista Ivan dos Santos Rocha, em Teixeira de Freitas, no dia 21 de abril de 1991. Dia que o desembargador presidente visitou à cidade e, no dia anterior, o jornalista de 32 anos na época, havia anunciado ao meio-dia no seu programa na Rádio Alvorada 990 AM que entregaria ao presidente do TJ/BA um dossiê com nomes, fatos, dados e fotos de um sindicato do crime a serviço da pistolagem na região que tinha como integrantes políticos e policiais, mas na noite anterior a visita do desembargador, o jornalista Ivan Roca foi sequestrado no retorno da casa da namorada e o seu corpo nunca foi encontrado.

Na sessão virtual do Conselho da Magistratura, realizada nesta segunda-feira (12/07), o desembargador Baltazar Miranda Saraiva, propôs uma Moção de Pesar pelo falecimento do desembargador aposentado Mário Albiani, sendo aderida expressamente pelos desembargadores Lourival Almeida Trindade, Carlos Roberto Araújo, Augusto de Lima Bispo, José Alfredo, Osvaldo Bomfim, Aliomar Silva Britto, e Wanda Valbiraci Caldas Figueiredo. A Moção foi aprovada por unanimidade dos presentes. O velório ocorreu nesta segunda-feira (12) na Capela “C” do Cemitério Jardim da Saudade, no bairro de Brotas, em Salvador e a cerimônia de cremação aconteceu às 15 horas.

Log in or Sign up