camaramucuri
TJ-BA nega pedido de deputado para obrigar Rui Costa a pagar emendas impositivas

A desembargadora Maria de Fátima Silva Carvalho, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), negou um pedido do deputado estadual Soldado Prisco (PSC) para obrigar o governador Rui Costa (PT) a pagar as emendas impositivas aos parlamentares que integram a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). Apesar de indeferir a solicitação, a magistrada determinou que o governo do Estado forneça informações sobre o assunto.

No mandado de segurança impetrado na Corte, o deputado alegou que o governo tem descumprido a Constituição do Estado da Bahia, que obriga a previsão das emendas no projeto de lei orçamentária, em valor correspondente a até 0,33% da Receita Corrente Líquida do Exercício Anterior. O total é dividido para cada um dos 63 deputados estaduais, que indicam ao governo onde aplicar o dinheiro. 

Segundo Prisco, desde 2016, Rui não tem executado todas as emendas para os parlamentares. Só para o ano passado, foi previsto R$ 1,5 milhão em recursos para cada deputado.Ele ainda pediu que o governo fosse multado em R$ 1 milhão para cada descumprimento da decisão judicial. A desembargadora justificou, no entanto, que a liminar não poderia ser concedida porque esgotaria, “no todo ou em qualquer parte, o objeto da ação [...], necessitando nestas hipóteses, de abertura do contraditório”. 

A falta de pagamento das emendas impositivas é reclamação recorrente na AL-BA, tanto de governistas quanto oposicionistas. Em pouco mais de quatro anos de governo, Rui foi alvo de alguns “motins” de deputados da base, que se recusaram a votar projetos do Executivo por falta de empenho dos recursos. (Por Ronildo Brito)

Log in or Sign up