Aipim gigante surpreende agricultores do interior da Bahia

Nem mais, nem menos. São exatos 4 metros e 70 centímetros de comprimento. Este é o tamanho da mandioca colhida pela agricultora Zaedna Dias Carmo, na fazenda da família no povoado de Formosa, na zona rural de Itaberaba, a 264 km de Salvador.

Ela e o marido, Manuel, sabiam que seria difícil colher a raiz sozinhos, por isso fizeram um mutirão.

Medido com trena e pesado, o aipim alcançou 28 quilos. A lado dele, no mesmo pé, cresceram outras quatro raízes, juntas elas pesam mais de 80 quilos.

“Há cerca de três anos eles já tinham colhido uma raiz com 2 metros e 80 centímetros. Mas desta vez a gente ficou ainda mais surpreso, admirado em ver. E tem mais um pé, do mesmo tamanho, na mesma área”, conta Nilson Dias, irmão da agricultora.

A mandioca virou até atração na região, e vem atraindo curiosos que querem ver a raiz de perto. 

“Espalharam o vídeo da colheita nas redes sociais. O pessoal está vendo pela internet e vem medir para comprovar se é de verdade e se o tamanho é real”, completa a agricultora.

A mandioca é da variedade “aipim manteiga”, do tipo mansa, e pode ser consumida diretamente pelo ser humano. A família, que também planta feijão, melancia e abacaxi ainda está decidindo o que fazer com o achado. Como a raiz já está muito dura, não dá para cozinhar e nem serve mais para o consumo humano, mas pode ser usada como ração para os animais. (Informações: Correio)

Log in or Sign up