Mucuri
Acusado de furtar gado e arquitetar explosão em banco de Itanhém morre em confronto com a polícia

Da redação TH

Maicon Ataídes Santiago, o “Maicão”, de 27 anos, morreu na manhã de quinta-feira, dia 23 de julho, após confronto com uma guarnição da Companhia Independente de Policiamento Especializado da Mata Atlântica (CIPE-MA), ocorrido no interior de Itanhém.

Os militares dizem que foram a uma propriedade rural próxima a um local conhecido como Ponto do Café, onde cumpririam um mandado de prisão em desfavor de “Maicão”, expedido pela Vara Criminal de Itanhém, mas assim que o avistaram, foram recebidos a tiros. No revide o acusado foi alvejado e apesar de ter sido socorrido ao Hospital Municipal de Itanhém, acabou não resistindo.

Após constatado o óbito a Polícia Civil do município expediu guia e autorizou a remoção do corpo ao IML de Teixeira de Freitas. O resistente, segundo o site Medeiros Dia a Dia estava armado com uma pistola 765.

Maicon Ataídes Santiago, o “Maicão”, de 27 anos, havia sido preso em 2014 por integrar uma quadrilha que realizava furtos de gado na região. De acordo com a polícia, ele estava foragido da Justiça desde o dia 16 de fevereiro de 2018, data da expedição do mandado de prisão preventiva em seu desfavor. Na época, em sua residência, no bairro Arlindo Pinheiro, em Itanhém, foram encontrados drogas, uma espingarda calibre 28 e quatro artefatos explosivos, prontos para serem detonados.

Os explosivos, segundo a polícia, seriam usados num ataque a uma agência bancária da cidade.

Log in or Sign up