Criminoso mais procurado do Brasil vendia limões para manter o disfarce

Informações: IG

O criminoso mais procurado do Brasil foi preso nesta quinta-feira (17) na cidade de Tejupá, no interior de São Paulo. Luciano Castro de Oliveira, conhecido como “Zequinha”, vendia limões na região para se disfarçar da polícia.

Segundo a polícia, Luciano e sua mulher viviam na cidade há quatro anos. Como 80% das vias do município não são urbanizadas e a cidade é constituída, basicamente, de chácaras e áreas verdes, Zequinha conseguiu se esconder das autoridades. Ele também se escondia em cidades da região e utilizava documentos falsos.

Dentro da casa em que a prisão aconteceu, foram encontrados um notebook, R$ 18 mil em espécie e três celulares. Segundo a polícia, ele não resistiu e confessou ser Luciano. Ele foi encaminhado ao sistema prisional de Avaré e deverá ser transferido para um presídio federal.

Luciano estava foragido há mais de 15 anos e era considerado um dos criminosos mais procurados do Brasil. Ele é acusado de crimes de latrocínio e homicídio. Além disso, Luciano é suspeito de ter participado de roubos contra empresas de transportes de valores, agências bancárias e redes de eletroeletrônicos.

Log in or Sign up