vicosa
Suspeitos que morreram durante confronto em Porto Seguro eram acusados de vários homicídios

Da redação TH

Dois suspeitos apontados como autores de diversos homicídios em Porto Seguro, morreram durante um confronto com uma guarnição do 8º Batalhão da Polícia Militar (BPM), na noite desta última terça-feira, 20 de outubro, no bairro Vila Vitória.

Os militares da Companhia de Emprego Tático Operacional (CETO), receberam denúncia que homens armados estariam escondidos no local e foram averiguar. Assim que chegaram onde estavam os suspeitos os policiais dizem que foram recebidos a tiros.

No confronto, Patrick Almeida do Carmo Santana, o “Patati” e o outro identificado apenas pelo apelido de “Calango”, acabaram sendo alvejados e não resistiram. Com eles os policiais apreenderam duas pistolas 9mm, nove munições do mesmo calibre, 107 trouxinhas de maconha, 40 pedras de crack, dois rádios comunicadores e dois celulares.

Entre os crimes atribuídos à dupla está um homicídio ocorrido no início da manhã de terça-feira (20), tendo como vítima um menor de 17 anos de idade. “Patati” foi reconhecido por testemunhas após o cometimento do crime.

Os dois resistentes ainda eram apontados como autores de outros cinco homicídios registrados entre os meses julho e outubro desse ano em Porto Seguro, sendo um triplo homicídio em 16 de julho, o homicídio que vitimou Carlos dos Santos Costa, em 05 de setembro e o que vitimou Paulo César Andrade Ribeiro, em 01 de outubro.

Segundo a polícia, Patrick Almeida do Carmo Santana, o “Patati”, ainda era acusado de tráfico de drogas e homicídios em Eunápolis. As armas, munições, drogas e demais produtos apreendidos com a dupla foram apresentados à 1ª Delegacia Territorial de Porto Seguro (DT).

As duas pistolas serão periciadas, pois a Polícia Civil quer saber se as armas foram usadas em outros assassinatos ocorridos na cidade.

Log in or Sign up