Quadrilha que falsificava dinheiro é presa com R$ 13 mil em notas falsas no ES

Flávio Oliveira Avanza, de 20 anos, e Júlio César Couto de Oliveira, 33, foram presos nesta última última quinta-feira (14), no bairro Soteco, em Vila Velha-ES,

por suspeita de participação numa quadrilha de falsificação de dinheiro. Com a Flávio, a polícia encontrou mais de R$ 13 mil em notas falsas.

Na casa de Júlio César, a polícia encontrou a quantia de R$ 3 mil, também em notas falsas. Outros dois suspeitos, identificados como Rafael Soares Thomazin, de 21 anos, e Gabriel Heleno Cassin Lacerda, 18, também foram detidos com notas falsas.

A polícia chegou até os detidos por meio de investigações que tiveram início no início de fevereiro, quando dois homens, identificados como Erick Souza Cunha e Diego Renato Gravel Vieira foram presos com quase 1500 unidades de drogas sintéticas, também em Vila Velha.

Desde então, o Departamento Especializado em Narcóticos (Denarc) continuou as investigações para descobrir a origem da droga. A Polícia Civil (PC) soube de uma encomenda que veio de São Paulo, que seria entregue a Diego Renato Gravel, mas foi recebida por Flávio Oliveira Avanza. No momento em que Flávio iria receber o pacote – contendo os R$ 13 mil em notas falsas – ele foi preso em flagrante

De acordo com a Polícia Civil, Flávio e Júlio César confessaram que fazem parte do esquema criminoso. Júlio César teria dito, em depoimento, que o objetivo da dupla era gastar o dinheiro falso em São Paulo. Os quatro detidos foram autuados por falsificação de dinheiro e associação criminosa. Como trata-se de um crime federal, as informações serão repassadas para a Polícia Federal. (Informações: Folha Vitória)

Log in or Sign up