Presa acusada de planejar morte de dono de pousada em Caraíva

Elma Lúcia Chaves, de 55 anos, foi presa pela Polícia Civil na última sexta-feira (10), acusada de ter envolvimento no crime que vitimou o empresário Daniel Sinay, crime ocorrido em maio de 2018 no distrito de Caraíva, distrito de Porto Seguro.

Segundo as investigações, com participação do Ministério Público Estadual, a vítima, que era dono de uma pousada em Caraíva foi morto a mando de Uillian da Silva Guimarães, de 26 anos, que se encontra preso em Francisco Sá-MG.

O mandado de prisão em desfavor de Elma foi decretado pelo juiz André Marcelo Strogenski, titular da 1ª Vara Crime de Porto Seguro e segundo o site Via 41 foi cumprido durante o comparecimento da acusada à Delegacia Territorial de Arraial d’Ajuda, onde seria ouvida em outros procedimentos em andamento.

De acordo com a polícia, Pedro Vinícius dos Santos, o “Bochecha” e Rodrigo Santana Queiroz, de 19 anos, foram os executores do crime. Pedro morreu durante um confronto com a polícia, enquanto Rodrigo encontra-se foragido.

Ainda segundo a polícia Elma providenciou toda a logística para que o crime ocorresse, incluindo a condução de um dos executores ao local em seu próprio carro. O motivo do assassinato teria sido disputa pelo tráfico de drogas no vilarejo. (Por Ronildo Brito)

Log in or Sign up