Processo Biométrico elevou eleitorado de 104 para 107 mil em Teixeira de Freitas

O juiz eleitoral Humberto Maçal, titular da 183ª Zona Eleitoral da Comarca de Teixeira de Freitas, informou que com o processo biométrico extraordinário concluído no último dia 22 de fevereiro, elevou-se o eleitorado do município de 104 mil para 107 mil. E disse que o resultado alcançado pelo processo biométrico do Tribunal Regional Eleitoral, especialmente pelo ponto de recadastramento da Câmara Municipal foi satisfatório e que a parceria Poder Legislativo/TRE alcançou o resultado esperado e contemplou 27 mil pessoas.

No último dia 31 de janeiro, o desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Estado da Bahia, foi recepcionado em Teixeira de Freitas pelo juiz eleitoral Humberto José Marçal, o promotor eleitoral José Dutra Lima Junior, o prefeito Temóteo Alves Brito (PSD) e pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Ronaldo Alves Cordeiro (PSC), por ocasião que o TRE e o Poder Legislativo oficializaram o convênio de parceria entre os dois órgãos públicos, para que o município biometrizasse seus 104.947 eleitores das 295 seções eleitorais da 183ª Zona Eleitoral da Comarca de Teixeira de Freitas até o prazo estabelecido, dia 22 de fevereiro de 2019.

Segundo o presidente do Poder Legislativo Municipal, vereador Ronaldo Cordeiro, no suporte ao processo biométrico dos eleitores teixeirenses, a Câmara Municipal ofereceu o espaço do Memorial Legislativo para que o sistema de biometria fosse instalado para atender os eleitores teixeirenses. No primeiro semestre de 2018 findou o prazo estabelecido para o recadastramento biométrico ordinário em Teixeira de Freitas e o TRE determinou novo prazo para a realização da biometria em caráter extraordinário, que começou a funcionar no cartório desde o dia 5 de novembro de 2018 e seguiu com um mutirão com a implantação de quatro terminais, contando o próprio Cartório Eleitoral, Terminal do SAC, Terminal do Fórum do Sistema dos Juizados Especiais e o maior deles, o Terminal do Memorial da Câmara Municipal.

De acordo com o servidor público federal Bruno Barros Guarino, chefe do Cartório da 183ª Zona Eleitoral de Teixeira de Freitas, a biometria é uma tecnologia que vem sendo adotada pela Justiça Eleitoral desde 2008, para dar mais segurança na identificação do eleitor no momento da votação e, informou que durante o mutirão do recadastramento foram biometrizados 27 mil eleitores teixeirenses, totalizando um número de 63 mil eleitores já biometrizados no município. Sendo que com o mutirão biométrico o eleitorado subiu de 104 para 107 mil eleitores por causa dos novos alistamentos feitos por pessoas que transferiram de outros municípios e novos títulos feitos por adolescentes.

O juiz eleitoral Humberto Maçal, titular da 183ª Zona Eleitoral da Comarca de Teixeira de Freitas, explicou que ainda restam 44 mil eleitores em Teixeira de Freitas sem o sistema biométrico e que a partir do próximo dia 11 de março, o eleitor já pode ir regularizar a sua situação na sede do Cartório Eleitoral, na Avenida Uirapuru nº 1.816, no bairro Monte Castelo, em horário comercial, munido apenas do Título antigo, da Carteira de Identidade e um Comprovante de Residência. No processo biométrico todos os eleitores são obrigados a regularizar a situação do título eleitoral para coleta de digitais, assinatura e foto do eleitor, inclusive aqueles que têm o voto facultativo (analfabetos, maiores de 16 e menores de 18 anos e os maiores de 70 anos). 

Log in or Sign up