Aglomerações e filas marcam primeiro dia da reabertura do comércio de Itamaraju

A reabertura do comércio de Itamaraju foi determinada por decreto assinado pelo prefeito Marcelo Angênica (PSDB) na noite do último domingo, dia 5 de abril. As lojas estavam fechadas há 15 dias virtude do isolamento social pela prevenção ao COVID-19, o novo coronavírus.

Na semana passada um grupo de empresários já tinha realizado uma carreata pelas principais ruas da cidade, pedindo a liberação para reabertura de suas lojas. O funcionamento dos estabelecimentos aconteceu na manhã desta segunda-feira (6), porém com restrições de higiene, como disponibilização de álcool em gel 70% para os clientes e proibição de aglomerações. Angência informou que o único caso positivo de coronavírus na cidade, em um médico, já teria sido curado e os exames nas pessoas que tiveram contato com o profissional de saúde, deram negativos para COVID-19.

“Aguardamos a cura definitiva desse paciente e também o resultados dos exames feitos nas pessoas que tiveram contato com ele em nossa cidade. Hoje no fim da tarde [domingo] recebemos os testes feitos com materiais coletados dessas pessoas e os exames deram todos negativos. Sendo assim e ainda levando em conta que não tivemos nenhum caso de transmissão comunitária, não tínhamos nenhum motivo pra manter o comércio fechado”, falou.

O problema é que nesse primeiro dia de funcionamento do comércio de Itamaraju, várias aglomerações foram observadas, principalmente em frente aos bancos e casas lotéricas, com pessoas muito próximas umas das outras, muitas delas sem máscaras e algumas pessoas idosas.

Em Eunápolis, outra cidade da região que teve o comércio reaberto nesta segunda-feira (6) as entidades comerciais, especialmente a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), estão emitindo alerta à população, para evitar aglomerações, pois caso contrário o fechamento das lojas pode ser novamente requerido ao Executivo Municipal.

Também nesta segunda-feira (6), o secretário de saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, lamentou o fato de algumas cidades abrirem os seus comércios a partir dessa semana. Cidades como Alagoinhas, Barreiras, Vitória da Conquista, Eunápolis e Itamaraju, retomaram suas atividades e o temor é que as medidas causassem aglomerações que espalhem o novo coronavírus.

Criticado por autorizar a reabertura o prefeito de Conquista, Herzem Gusmão voltou atrás em sua decisão, baixou novo decreto municipal e determinou que as lojas permanecem fechadas. (Por Ronildo Brito)

Log in or Sign up