Mucuri
WhatsApp derruba contas do PT por disparos em massa de mensagens

O Facebook, empresa que gerencia o WhatsApp, derrubou contas ligadas ao Partido dos Trabalhadores no aplicativo de mensagens. O sistema automático identificou disparos em massa semiautomatizados proveniente de pelo menos nove perfis mantidos pela sigla.

De acordo com informações da plataforma, as contas que foram desativadas estavam espalhando spam político, o que apesar de não ser ilegal no Brasil, viola os termos de uso da empresa.  Em nota, o Facebook informou que suas plataformas "não foram projetados para enviar mensagens em massa ou automatizadas, que violam nossos termos de serviço". Ainda de acordo com a companhia, milhões de contas são excluídas por mês após denúncias ou quando identificadas pelo sistema. "Constantemente, banimos contas por comportamentos abusivos: todo mês, mais de 2 milhões de contas são banidas globalmente. Estamos comprometidos em reforçar a natureza privada do serviço e manter os usuários protegidos contra abusos", destaca a empresa. 

De acordo com a empresa, as ações devem continuar.  "Continuaremos a banir contas usadas para enviar mensagens em massa ou automatizadas e avaliaremos mais profundamente as nossas opções legais contra empresas que oferecem esses serviços, como fizemos no passado no Brasil", conclui a nota do WhatsApp.

O PSL também teve contas derrubadas, que seriam mantidas por assessores que trabalham para a família do presidente Jair Bolsonaro em órgãos públicos. Em carta, o PT informou que solicitou informações sobre a derrubada das contas, e que criou um serviço de informações oficiais em outro aplicativo. (Informações: Correio Braziliense)

Log in or Sign up