Teixeira970
A cidade capixaba de São Mateus viabiliza candidatura da sua 1ª mulher em 475 anos de fundação

Nas eleições municipais de 2020, a cidade capixaba de São Mateus, importante polo comercial, industrial e turístico do norte do Espírito Santo, chama atenção para a pré-candidatura da assessora parlamentar do senador da república Marcos do Val (Podemos). A gestora pública Elisângela Cristina do Nascimento, a “Preta”, uma jovem real socialista, de relevantes serviços prestados ao seu município e que goza de grande prestígio social mateense e com o trânsito mais aberto para discutir os rumos do município com todos os grupos políticos da cidade.

O nome “Preta” agrega o apoio das maiores lideranças do Estado e filiada ao PSB, partido do governador Renato Casagrande, ela teve a sua pré-candidatura lançada pelas executivas nacional, estadual e municipal do Partido Socialista Brasileiro, e vem tendo apoios públicos da vice-governadora Jaqueline Moraes; do deputado federal Paulo Foletto e atual secretário de Estado da Agricultura; do presidente estadual do partido Alberto Farias Gavini Filho e atual diretor da ADERES – Agência de Desenvolvimento das Micros e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo no Espírito Santo, além do apoio do senador da república, Marcos do Val e de inúmeras lideranças importantes do Estado e do Município, além de entidades que defendem o socialismo, a liberdade, a democracia, o desenvolvimento econômico e os direitos das mulheres. 

O lançamento da pré-candidatura de “Preta” em São Mateus vem mexendo com as estruturas dos patriarcas da política local por tratar-se de uma mulher na disputa pela primeira vez na história dos 475 de fundação da cidade e dos 172 anos de emancipação política do município. Mas sempre com bom humor, com a inteligência de sempre e com a experiência do enfrentamento da vida, “Preta” afirma que está preparada para os possíveis ataques machistas e comentários discriminatórios pelo fato de ser uma mulher enfrentando um campo que por quase cinco séculos foram unicamente dominados pelos homens.

Para ela, o cenário é importante, isso mostra a força da mulher capixaba e sinaliza que as coisas estão mudando para um mundo mais igualitário, justo e respeitoso. A sua pré-candidatura vem ganhando adesão permanente da população de São Mateus, principalmente da classe trabalhadora e de lideranças com grandes representações no município e no Estado. Muitas entidades importantes já declaram apoio a sua pré-candidatura, como o Movimento Popular Socialista, Juventude Socialista Brasileira, Negritude Socialista Brasileira, LGBT e, principalmente o Movimento Mulheres Socialistas do PSB, “do qual “Preta”, é militante em nível estadual e em nível nacional, cujo apoio condiz com o propósito do partido na valorização da mulher.

Na função de assessora parlamentar do gabinete do senador da república Marcos do Val, “Preta” foi a principal precursora para conquistar recursos na ordem de R$ 5 milhões que foram repassados para os 10 Campus do IF/ES - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo, no norte do Estado, incluindo São Mateus com uma cota de R$ 500 mil. Atuou diretamente na conquista do valor de R$ 2,8 milhões para os 14 municípios do PRODNORTE - Consórcio Intermunicipal do Extremo Norte Capixaba, onde cada município foi contemplado com R$ 200 mil para compra de veículos com uso exclusivo na saúde pública. No enfrentamento ao combate a pandemia do novo coronavírus “Preta” liderou a viabilização junto ao senador Marcos do Val que culminou com a liberação de R$ 2 milhões em emendas parlamentares para o Hospital de Base Roberto Silvares em São Mateus.

“Preta” foi importante na retomada do projeto do Petrocity com a viabilização inclusive, em Vitória, no último 13 de maio de 2020, da reunião que definiu com as principais autoridades do Estado e com o presidente do Petrocity, o início das obras do porto da integração que consiste na principal ferramenta de interiorização econômica e integração regional que ficará sediado na praia do balneário de Urussuquara, no litoral sul de São Mateus, com a intenção de ser um dos maiores portos de exportações do país com a construção de uma ferrovia ligando Belo Horizonte ao complexo portuário de Urussuquara para o escoamento das riquezas mineiras e capixabas, desde o minério de ferro as pedras de granito. Para “Preta” apelido pelo qual é popularmente conhecida desde menina em São Mateus, o projeto do complexo portuário Petrocity é a chance atual que a região norte capixaba terá de mudar a sua história econômica.

“Ganhei esse apelido de “Preta” da minha amada avó materna com quem fui inicialmente criada e também de uma tia querida que me cercaram de carinho quando criança, quando fui recompensada de afeto diante da minha tolerada história de vida. E sempre gostei desse apelido e adoro que me chamam de “Preta” porque me sinto acariciada. Ninguém tem o direito de escolher onde vai nascer, mas tem o direito de escolher onde quer viver. E eu escolhi viver, constituir família, criar minha filha, cuidar do meu marido, ver um dia meus netos crescerem em São Mateus. Cheguei aqui ainda uma adolescente, meu primeiro emprego em São Mateus foi como frentista em um posto de combustível em 1999. E no ano 2000, ainda muito jovem, já estava literalmente envolvida nos movimentos sociais e políticos do município”, disse.

E acrescentou: “Acredito que quem não gosta de política é governado pelos os que gostam, por isso, amo a política e sempre dei a minha contribuição direta ou indiretamente ao município por meio da política. Estender as mãos, proporcionar caminhos promissores para as pessoas e enxergar a felicidade do próximo, me deixa emocionada e com o coração transbordando de alegria. E sei muito bem, que uma pessoa bem intencionada, muda a vida das pessoas com a política. Eu sonho com uma São Mateus coesa e próspera, cheia de pitadas femininas nas obras, na saúde, na educação, na assistência social e no desenvolvimento rural. Não quero saber de partido e nem de ideologias, só uma coisa me importa, São Mateus. E, por este amor, seremos a primeira mulher da história a governar São Mateus”, descreveu Preta.

Quem é Preta

Elisângela Cristina do Nascimento, a “Preta”, tem 44 anos, nasceu em Francisco Beltrão, no sudoeste do Paraná, chegou a São Mateus ainda adolescente, casou-se com o capixaba Jadson Neto Landes e juntos são pais de Ana Júlia do Nascimento Landes, 12 anos. Em São Mateus “Preta” conquistou o seu primeiro emprego aos 22 anos no início de 1999 como frentista de um posto de combustível e no ano 2000 foi promovida a função de gerente do Posto Pioneiro de São Mateus, onde permaneceu no cargo até 2014. De 2005 a 2008 “Preta” foi presidente da Associação dos Moradores do bairro Cacique, um dos mais populosos e importantes bairros de São Mateus, por ocasião que conquistou grandes avanços urbanos e sociais para a localidade e benefícios públicos diretos para à população do bairro.

Em 2013 “Preta” assumiu a liderança do SOS Mulheres, organismo com um extraordinário trabalho de acolhimento às mulheres em estado de vulnerabilidade social e que atua no apoio a mulheres vítimas de violência doméstica e abuso sexual, assistência social, assegurando direitos e garantias, e que sempre funcionou como ferramenta acessória no combate à violência contra a mulher e como movimento impulsionador da realização dos sonhos da população feminina na busca por sua independência financeira, mas em junho de 2020 “Preta” se licenciou da liderança da entidade por causa da sua pré-candidatura a prefeita de São Mateus. De 2014 a 2018 “Preta” foi assessora parlamentar da Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo e por meio da função conseguiu muitos acordos interessantes e viabilizou muitos recursos públicos em favor das políticas das mulheres e do desenvolvimento industrial de São Mateus.

Nas eleições de 2018 liderou a campanha eleitoral para o senado federal de Marcos do Val e somente em São Mateus foram 20.742 votos válidos e desde fevereiro de 2019 que “Preta” ocupa o cargo de assessora parlamentar do senador da república Marcos do Val. E por meio da nova função junto ao gabinete do senador, ela vem possibilitando projetos industriais, comerciais e conquistando a liberação de recursos públicos do governo e emendas parlamentares do senador para a saúde pública, educação e infraestrutura de São Mateus e municípios do extremo norte capixaba. “Preta” é, sobretudo, uma mulher fantástica, ágil, inteligente, aguerrida, bonita, educada, carinhosa com as pessoas, coração bom, possui espírito de luta, sabe enfrentar as missões, conhece o enfrentamento, preparada, conhecedora dos caminhos, acadêmica de gestão pública e apaixonada pela política. Para o vice-presidente do diretório municipal do PSB Reginaldo Aleixo, “Preta” nasce como uma nova esperança para os destinos de São Mateus. (Por Athylla Borborema)

Log in or Sign up