Justiça Eleitoral defere candidatura de Pedro da Campineira em Itamaraju

Por Athylla Borborema

A justiça eleitoral publicou na tarde desta sexta-feira (23/10), o deferimento da candidatura a prefeito de Itamaraju, do empresário e ex-prefeito Manoel Pedro Rodrigues Soares, o “Pedro da Campineira” (PL), da coligação “Com a Força do Povo”. A decisão foi da juíza Andréa Gomes Fernandes Beraldi, titular da 172ª Zona Eleitoral da Comarca de Itamaraju. Antes do deferimento da justiça, o Ministério Público Eleitoral já havia se manifestado favoravelmente ao deferimento do pedido do registro, por intermédio da promotora de justiça Mariana Araújo Libório, com parecer emitido aderente a candidatura de Pedro da Campineira.

Pedro da Campineira comemorou a decisão e disse que o deferimento da sua candidatura para os que não acreditavam na sua campanha, a própria justiça deu a resposta. “Muitos disseram que Eu não iria até o fim da campanha. Observe meus amigos, fui prefeito duas vezes deste município e sou o gestor com mais serviços prestados a esta terra e nunca utilizamos a máquina pública para desonrar o povo de Itamaraju. Sou ficha limpa e desonesto é uma coisa que Eu não sou. As adesões a nossa campanha vem ocorrendo a todo momento e não entramos nesta campanha em busca de aventura, vamos vencer as eleições no dia 15 de novembro”, desabafou Campineira.

Os candidatos a prefeito Luiz Mário (PSD), Marcão Despachante (Podemos) e o Professor Armando Azevedo (PSOL) já havia tido as suas candidaturas deferidas pela 172ª Zona Eleitoral de Itamaraju. O prefeito e candidato à reeleição Marcelo Angênica (PSDB) também teve a sua candidatura deferida pela Justiça Eleitoral nesta sexta-feira (23), quando a juíza de direito eleitoral Andréa Gomes Fernandes Beraldi julgou improcedente a impugnação que a coligação do candidato Luiz Mário impetrou contra Marcelo Angênica por meio de uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral no caso das “Caixas D’águas” que ainda será instruída judicialmente, no entanto, a manutenção da candidatura de Marcelo Angênica dependerá do resultado do processo originado pelo caso da distribuição das “Caixas D’águas”.

Log in or Sign up