Justiça Eleitoral defere o registro de candidatura de Robertinho em Mucuri

Por Athylla Borborema

A Justiça Eleitoral da 35ª Zona Eleitoral da Comarca de Mucuri deferiu o pedido de registro de candidatura de Roberto Carlos Figueiredo Costa, o “Robertinho” (DEM), da coligação “Gente em primeiro lugar” formada pelos partidos DEM, PP, PSL e PL. Dentre as 7 candidaturas solicitadas nas eleições 2020 em Mucuri, o pedido da candidatura de Robertinho não sofreu nenhum pedido de impugnação e foi a primeira a receber o manifesto favorável pelo deferimento do pedido de registro pelo Ministério Público Eleitoral, por intermédio da promotora de justiça eleitoral Adriana Hahn Perez. A decisão pelo deferimento do registro da candidatura de Robertinho, foi do juiz Hilton de Miranda Gonçalves, titular da 35ª Zona Eleitoral da Comarca de Mucuri e Nova Viçosa, neste último sábado (24/10).

Aos 55 anos de idade “Robertinho” é tabelião de carreira do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia e carrega no currículo dois mandatos de prefeito do seu município. Robertinho comemorou o deferimento do registro da sua candidatura e disse que ao longo da vida teve um grande aliado, a força do povo da sua terra.

A 35ª Zona Eleitoral da Comarca de Mucuri também deferiu os registros de candidaturas do atual prefeito e candidato à reeleição José Carlos Simões (PSD); do atual vereador Roberto Barros Borges, o “Beto Borges” candidato a prefeito pelo MDB; do ex vice-prefeito e comerciante Gecivaldo Maciel de Oliveira, o “Gelson da Padaria” (Republicanos); da candidatura a prefeito do analista de sistemas Jomar da Cunha Koch (PV); da candidatura a prefeita da pedagoga Rielma Jesus Teixeira (Podemos). Apenas o pedido de registro de candidatura a prefeito do advogado Paulo Alexandre Mattos Griffo, o “Paulinho de Tixa” (PSB) ainda não foi decidido pela justiça eleitoral. Em razão da sua inelegibilidade política, Paulinho de Tixa havia conquistado no Tribunal de Justiça do Estado da Bahia uma liminar no último dia 1º de outubro lhe dando a chance de registrar sua candidatura, mas a liminar foi contestada pelo município de Mucuri e pelo Ministério Público do Estado da Bahia e se aguarda uma nova decisão do TJ/BA., mantendo ou não a liminar de Paulinho de Tixa.

Log in or Sign up