Grupo Empresarial começa em janeiro as obras de uma nova Indústria Frigorífica em Teixeira de Freitas

Por Athylla Borborema

A cidade de Teixeira de Freitas está ganhando em 2021, o tão esperado Abatedouro Frigorífico que vai atender o município e toda região extremo sul. O novo Frigorífico vai atender especialmente açougues e supermercados de várias cidades vizinhas e suas obras terão quatro etapas até se chegar ao patamar de exportação. O novo Frigorífico poderá mudar o perfil socioeconômico da cidade com o setor industrial, sendo um ponto de produção de carne e matéria prima, colocando o município em um patamar econômico maior e que eleva o potencial da produção agropecuária do município, além da geração de cerca de 150 empregos durante a sua construção e 240 empregos diretos e indiretos na sua fase de funcionamento e consolidação durante a primeira fase.

O novo Frigorífico que está ganhando uma marca que alia o seu selo de qualidade a uma homenagem ao sul da Bahia, terá um investimento inicial de R$ 10 milhões na implantação da sua primeira fase e terá uma capacidade de abate de 4 mil bovinos e suínos mês. O empreendimento nasce da iniciativa de um grupo de investidores baianos e mineiros que escolheram Teixeira de Freitas para implantar o projeto do novo Frigorífico, inclusive, dentre os quatro sócios da nova indústria frigorífica, está o Atacado do Peixe de Porto Seguro, uma das principais empresas do ramo no nordeste de exportação de pescado, especialmente na exportação para os Estados Unidos e China.

Capacidade de Produção

Em Teixeira de Freitas o FRISA é o único frigorífico da cidade, mas a empresa cresceu muito, se especializou em exportação e atualmente só atende o abate do mercado externo local, pela obrigatoriedade de uma decisão judicial. Mas o novo Frigorífico chega para atender notadamente este mercado regional na prestação de serviços do abate de bovinos e suínos, especialmente no atendimento a demanda de açougues e supermercados. O novo Frigorífico de Teixeira de Freitas ficará sediado numa área que já foi comprada pelo grupo empresarial no bairro Vila Feliz, na zona leste da cidade, com 70.000 m2 e a unidade terá 3.000 m2 de área construída e na sua consolidação de funcionamento o Frigorífico terá uma capacidade de produção de 300 bovinos por dia e 600 suínos por dia.

Início das Obras

Conforme o empresário Fabiano Najar Castro, representante do conselho administrativo do grupo empresarial responsável pela implantação do novo Abatedouro Frigorífico em Teixeira de Freitas, o projeto já nasce com o selo do SIE – Serviço de Inspeção Estadual que permitirá que o frigorífico atenda qualquer município da Bahia. Segundo Fabiano Najar, o início dos trabalhos para a implantação do novo equipamento já inicia de forma imediata, com previsão para janeiro de 2021. O Matadouro Frigorífico terá inspeção permanente de profissionais especializados, garantindo a região o consumo de um produto inspecionado e de qualidade.

“O nosso projeto nasce da união de um grupo de empresários amigos, que acredita na região extremo sul da Bahia e que elegeu Teixeira de Freitas, por ser à cidade polo da região, para que pudéssemos implantar este novo empreendimento. O município está nos recebendo de braços abertos, portanto, estamos muito felizes e com muitas expectativas na nova gestão municipal do próximo quadriênio 2021/2024, porque acreditamos que o novo prefeito, que possui uma visão empreendedora, desenvolvimentista e de retidão possa nos oferecer muito mais apoio”, disse Fabiano Najar.

E acrescentou: “E lembro que a higiene, limpeza, inspeção e legalidade na produção da carne que vai à mesa das pessoas são alguns dos pontos positivos que a inauguração do novo Frigorífico vai oferecer ao teixeirenses, aos baianos, aos brasileiros e em breve, ao mundo. Além de um local de total segurança e regulamentado pelas normas legais para funcionar e produzir alimento inspecionado à população, gerando também mais renda aos produtores da região, que necessitam de um local para a produção de carne”, destacou Fabiano Najar.

O papel da ADAB

De acordo com o médico veterinário Vinicius Kretli, gerente regional de Defesa Animal e Inspeção no extremo sul baiano da ADAB – Agência de Defesa Agropecuária do Estado da Bahia, o papel da ADAB é oferecer ao novo empreendimento a orientação estrutural para seguir todas as legislações vigentes, normas e técnicas necessárias para que possa entregar uma carne de qualidade ao consumidor e assim sendo, o Governo do Estado está dando todo o apoio na implantação desse novo Frigorífico e, além disso, o papel da ADAB não é somente agora no período da instalação, mas também no período do funcionamento no trabalho de fiscalização e inspeção.

Conforme ainda o médico veterinário Vinicius Kretli, a chegada da nova indústria abatedora será de grande importância para região no tratamento frigorífico às carnes bovina, suína, ovina da região e agregar valor de mercado a elas. Com isso um produto, que é altamente perecível, passa a ter maior durabilidade e qualidade. O animal que passa por um processo de abate e beneficiamento realizado corretamente tem a garantia de procedência da carne, identificação do produto e maior segurança ao consumidor. Ele lembra que há inúmeros abatedouros clandestinos no Brasil, que expõe a carne ao risco de contaminação e gera insegurança ao consumidor, o qual deixa de consumir um produto inspecionado pelos órgãos de vigilância sanitária. Destacando que um novo sonho começa a virar realidade, com a chegada de um novo Frigorífico para Teixeira de Freitas se especializando em uma linha de produto, como carne suína e bovina, para atender a todas as demandas de abate na prestação de serviço ao extremo sul baiano.

O conjunto de edificações

O projeto do novo Abatedouro Frigorífico de Teixeira de Freitas está sendo desenvolvido pela empresa Inova Industrial de Araguari, sediada no triângulo mineiro e conforme o engenheiro de produção Caio César, que dirige o planejamento, a unidade será construída com capacidade para abater cerca de 900 animais/dia, com equipamento multifuncional e estará apto a receber bovinos, ovinos, caprinos e suínos. E segundo o engenheiro Caio César, a iniciativa é de grande impacto na economia e na qualidade das carnes comercializadas em toda a região, onde o Matadouro Frigorífico será construído a partir de projeto solicitado pelos idealizadores com chancela da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB).

O engenheiro Caio César lembra que a obra será totalmente enquadrada nos padrões tecnológicos de inspeção sanitária e humanização do abate. O conjunto de edificações será de grande porte, composto por sala de matança e câmara frigorífica, currais de chegada dos animais, currais de observação, passarela de inspeção, crematório, depósito para cascos e chifres, casa de caldeira, dentre outros itens. As construções totalizam cerca de três mil metros quadrados de uma área total de setenta mil metros quadrados.

A estratégia do empreendimento

O empresário Fabiano Najar, representante do conselho administrativo, lembra que na fase de instalação em Teixeira de Freitas, o intuito do novo Abatedouro Frigorífico é observar a concorrência, serviços oferecidos, número de empregados adequado, tipo de instalação, horário de funcionamento, preços, fornecedores e grau de satisfação dos clientes como alguns dos aspectos a serem analisados para o sucesso do negócio para a região. Além de reconhecer a estratégia do empreendimento pelo seu ponto de produção de carne e matéria prima.

Maiores rebanhos

Conforme o último censo da ADAB - Agência de Defesa Agropecuária da Bahia, baseado no resultado da 1ª Etapa de vacinação contra a febre aftosa no Estado, o município de Itamaraju é o maior rebanho bovino da Bahia com 185.101 reses, em seguida é o município de Guaratinga, com 164.747 cabeças de gado, e em terceiro lugar, Itanhém, com 162.493 bovinos.

Log in or Sign up