Venda de bebidas alcoólicas será liberada nos fins de semana em Salvador, diz Rui

O governador Rui Costa (PT) afirmou, em entrevista à TV Itapoan nesta terça-feira, 4, que, por conta da redução nos números de ocupação de leitos de UTIs para Covid-19 na capital, o comércio de Salvador será liberado para vender bebidas alcoólicas nos finais de semana. O petista anunciou que o toque de recolher também será reduzido e passará a ser das 22h às 5h do dia seguinte.

A capital baiana é a único município do estado, segundo Rui, que reúne as condições necessárias para a flexibilização das medidas, que só devem ocorrer nas cidades com redução na taxa de ocupação dos leitos hospitalares a 75%, em um período de cinco dias seguidos. 

“A região ou município que  esteja há cinco dias com menos de 75% de ocupação de leitos hospitalares, o horário do toque de recolher será reduzido e se iniciará às 22h. E isso vale também para o comércio de bebidas no final de semana. Isto é, aquelas cidades ou região que estiverem mais de cinco dias com menos de 75% de ocupação, elas terão a venda e consumo de bebidas alcoólicas no final de semana permitidos.”, declarou o governador. 

“Nesse momento, apenas o município de Salvador reúne essas condições, todas as outras cidades da Bahia estão com o patamar acima dos 75%.”, completou Rui. 

De acordo com o petista, os números no estado em relação à Covid-19 tem oscilado. Salvador e Região Metropolitana apresentam melhoras nos indicadores da doença, enquanto que regiões como o Oeste da Bahia  e a Região de Irecê seguem com alta no número de casos e ocupação de leitos. 

“A Bahia, como é muito grande, tem oscilado muito em relação às circunstâncias da doença. No início de março, começamos a fazer várias medidas restritivas, mais fortes aqui na Região Metropolitana e Salvador, porque a situação era muito grave aqui. Hoje, a situação da região metropolitana e de Salvador desacelera rapidamente, mas outras regiões que estava bem há cerca de quarenta dias atrás, hoje estão em uma situação muito crítica e eu me refiro à situação do Oeste e a Região de Irecê.”, declarou o governador. “Essas duas regiões, os números são extremamente altos, muito maior do que a média estadual, então essas duas regiões preocupam bastante.”

Log in or Sign up