Prefeitura Mucuri 970x250
Governo assina protocolo internacional para construção de hospital com 300 leitos em Teixeira de Freitas

O secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, e a presidente da Organização Mundial da Família (WFO), Deisi Kusztra, assinaram nesta segunda-feira (13), um protocolo de intenções que visa a cooperação técnica e financeira para o planejamento e execução do projeto do Hospital Regional Costa das Baleias, a ser erguido em Teixeira de Freitas. O acordo foi firmado durante o Encontro Mundial da Família, que acontece em Lisboa, Portugal.

A perspectiva é que a nova unidade hospitalar tenha 300 leitos e atenda a população de todo o extremo sul da Bahia, com destaque nas áreas de alta complexidade, como cirurgia oncológica, cardíaca, neurológica e ortopédica. Quando entrar em funcionamento, substituirá o atual Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), que já não consegue absorver a demanda da região. A previsão é de inauguração em 2021.

A Organização Mundial da Família faz parte do conselho consultivo da Organização das Nações Unidas (ONU). É responsável por representar e defender os interesses das famílias do mundo, criando políticas públicas de desenvolvimento e proteção social como erradicação da pobreza, educação, saúde, combate à discriminação e à violência doméstica.

No Brasil, na área da saúde, a WFO tem patrocinado a implantação de unidades hospitalares, já tendo construído nove unidades, sendo a última o Hospital da Criança de Brasília. Através do acordo de cooperação, parte dos recursos para contratação de projetos, obra e aquisição dos equipamentos será alocado pela organização, que também ficará responsável pela execução.

Na avaliação de Vilas-Boas, a assinatura do protocolo permite formalizar os entendimentos prévios entre as áreas técnicas da Secretaria da Saúde e da WFO, visando o convênio de construção do novo hospital. Ainda segundo o secretário, “a região do extremo sul da Bahia vem necessitando de um hospital de porte regional e o governador Rui Costa determinou que os estudos fossem iniciados para suprir essa deficiência”, afirma.

Estiveram ainda presentes ao evento, a ex-governadora do Paraná, Maria Aparecida Borghetti, designada como embaixadora mundial da WFO e o ex-ministro da Saúde, Ricardo Barros. (Por Ronildo Brito)

Log in or Sign up